Sete razões para monitorar as redes sociais

By | Assessoria de Imprensa | No Comments
Mais do que canais de comunicação, as redes sociais são uma fonte infinita de informações sobre a sua marca e o seu mercado. Fazer um bom trabalho de geração de conteúdo no Facebook, Twitter, Linkedin e afins é tão importante quanto monitorar sua marca nesses meios. Neste post, vamos apresentar sete razões para você repensar a sua postura nas redes sociais em relação à sua marca. Confira!
1. Saber o que o público fala
Pelas redes sociais, uma marca pode se aproximar do seu público-alvo e saber o que as pessoas falam ao seu respeito, possibilitando uma análise bem detalhada que pode gerar grandes oportunidades, como fazer melhorias em um produto/serviço. Além disso, identificar uma reclamação com rapidez é uma oportunidade para demonstrar as habilidades de resolução de problemas. Impressionando um consumidor que estava insatisfeito, a empresa pode ser surpreendida com alguns posts positivos sobre como tal situação foi resolvida.
2. Identificar quem são os influenciadores da marca
A rede que se forma em torno de um influenciador ajuda a difundir uma opinião sobre uma marca mais rapidamente, e sua opinião potencialmente tem um maior peso. Muitas vezes, um post de um influenciador aparece com destaque nos resultados de pesquisa do Google, afetando assim os pontos de vista de um maior número de clientes em potencial. Saber quem são esses influenciadores e quais são as opiniões sobre sua marca ajudam a determinar que medidas devem ser tomadas.
3. Identificar as palavras que geram tráfego
Com o monitoramento, é possível identificar uma série de palavras-chave geradas pelo que os clientes estão buscando em seu segmento. Assim, podem-se desenvolver estratégias com essas palavras-chaves (tags) para aumentar a visibilidade do site nos buscadores.
4. Monitorar a concorrência
Descobrir como está sendo a atuação da concorrência nas redes sociais, identificando seus pontos fortes e fracos, assim como o progresso das ações promocionais e suas repercussões no meio online, possibilita saber onde e quando investir a fim de gerar mais visibilidade e vendas para a marca. Além disso, ao monitorar as conversas sobre a concorrência,é possível detectar oportunidades para se chegar aos potenciais clientes que estão insatisfeitos com um produto ou serviço.
5. Planejar estratégias e antecipar tendências
Com o monitoramento das redes sociais, é possível obter relatórios periódicos que permitem conhecer melhor o seu público, mapear os canais de comunicação, identificar crises e ações que mais geraram engajamento, números antes, durante e depois de campanhas etc. A partir disto, torna-se possível planejar e traçar estratégias relevantes para a marca.É uma vantagem competitiva valiosa para o planejamento de movimentos futuros.
6. Analisar o impacto das suas ações
Seja uma ação simples no Facebook ou uma campanha gigantesca na televisão, o melhor lugar para avaliar o feedback do seu público, descobrir o quanto essa ação gerou de buzz, como os seguidores receberam, e, principalmente, medir o grau de penetração da sua campanha, são as redes sociais.
7. Mensurar resultados
O ROI, sigla em inglês que significa “retorno sobre investimento”, nas redes sociais é algo que ainda não é bem mensurado pelas empresas. Mas existem diversas métricas que podem ser exploradas e utilizadas para medir o seu desempenho nas redes sociais e fornecer dados que sejam estratégicos para o negócio. Com uma análise embasada no monitoramento dos seus canais, é possível apurar os números ligados a engajamento e conversão de leads em clientes e assim por diante.

A importância da Comunicação Interna

By | Assessoria de Imprensa | No Comments
Em um mundo corporativo em que as relações são mais virtuais do que pessoais, a comunicação interna de uma empresa se faz imprescindível. É uma ferramenta que pode aproximar funcionários que não dividem um mesmo espaço físico. A estratégia já é identificada pelos gestores como prioridade. Compartilhar com os colaboradores as diretrizes da organização, de maneira transparente e coesa, gera importante sensação de pertencimento no colaborador. E funcionários bem informados são os melhores embaixadores que uma instituição pode ter. Em compensação, a falta de informação pode causar prejuízos à imagem da empresa.
O projeto deve começar adequado ao tamanho da organização e crescer gradualmente. O importante é fazer com que as informações circulem de maneira estruturada. Um profissional da área de comunicação identificará, com base nas características de cada companhia, qual o melhor modelo a ser adotado. As opções são muitas: newsletter, jornal mural, portal corporativo, e-mail marketing, redes sociais, vídeos institucionais etc.
Contratar uma agência de comunicação, além de garantir planejamento e agilidade nas ações internas, vai possibilitar um melhor gerenciamento em situações de crise. Zelar pela imagem faz parte do trabalho de uma agência de comunicação. A fim de evitar ou minimizar o impacto provocado por eventuais crises, o profissional fará uma análise objetiva dos pontos fracos da empresa para que sua credibilidade e reputação não sejam abaladas. Um serviço de comunicação ágil e eficiente garantirá mais sucesso no resultado.
Está interessado em conhecer as possibilidades para a sua empresa? Converse com a gente.

Mídia digital: tendências da Comunicação 2.0

By | Assessoria de Imprensa | No Comments
A comunicação tem passado nos últimos anos por uma profunda transformação estrutural e hoje lida com o crescimento diário e ágil de tecnologias. Além de novas plataformas digitais, a era do compartilhamento modificou a forma de acessar e consumir informação,transformando consumidores de notícias também em produtores de conteúdo.
A mídia tradicional – jornais, revistas, TVs, rádios e até sites – passa por um momento de adequação à realidade da multiplicação da mídia digital. Estar no Facebook, no Twitter e no Linkedin não é mais uma questão de relacionamento pessoal, mas de geração de novos negócios, alcance de público-alvo e branding.
Essas redes sociais dominam boa parte do conteúdo produzido hoje na web e abriram caminho aos influenciadores digitais. Bloggers, instagramers e youtubers se tornaram embaixadores de marcas, fontes de informação e peças-chave nas campanhas de marketing digital. Listamos aqui sete razões para se monitorar as redes sociais.
E, como o mercado 2.0 não para de crescer, novas tendências surgem a todo o momento. Com o consumo rápido e constante de informação, o live streaming surgiu como a nova grande tendência. As transmissões ao vivo, que começaram a ganhar força em aplicativos como o TwitCasting, se popularizaram com o Periscope e o Snapchat.A comunicação 2.0 é focada em momentos a serem compartilhados.